terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Biografia - Leão Trotsky

Criador da teoria da Revolução Permanente.
Nasceu em Yanovka, Ucrânia  em 7 de Novembro de 1879;
morreu na Cidade do México em 21 de Agosto de 1940.

Nascido Lev Davidovich Bronstein, filho de um próspero lavrador judeu, Trotsky envolveu-se desde cedo em actividades políticas clandestinas. Detido em 1898, preso e enviado para a Sibéria, juntou-se ao Partido Social Democrata Russo.

Acabou por escapar da Sibéria, em 1902, e passou a maior parte dos quinze anos seguintes no estrangeiro, durante um tempo em Londres, mas sobretudo em Viena. Quando, em 1903, se deu a divisão entre os sociais-democratas russos, Trotsky tornou-se membro da facção "menchevique" enquanto Lenine assumiu a direcção dos "bolcheviques", tendo apresentado a sua teoria da "revolução permanente". Em 1905, com o início da Revolução, foi para São Petersburgo tornando-se presidente do 1.º Soviete (Conselho) de Delegados operários em Outubro. Em Dezembro, após a publicação de um ataque às despesas da Casa Imperial russa, foi novamente preso. Enviado de novo para a Sibéria fugiu, acabando por se estabelecer em Viena, em 1907, onde criou o jornal Pravda.

Com o início da revolução russa de Fevereiro de 1917 em Petrogrado regressou à Rússia, estando naquela altura a viver em Nova Iorque. Apesar dos desentendimentos com Lenine durante o seu longo exílio, Trotsky juntou-se aos bolcheviques e desempenhou um papel decisivo na tomada do poder pelos comunistas em "Outubro" daquele ano. 

O seu primeiro cargo no novo governo foi o de comissário dos Negócios Estrangeiros, tendo negociado o Tratado de Paz de Brest-Litovski com a Alemanha. A seguir, foi nomeado comissário da Guerra e, nessa qualidade, criou e organizou o Exército Vermelho, que venceu as forças russas brancas na Guerra Civil. Trotsky teve por isso um papel fundamental no estabelecimento do regime bolchevique na Rússia. 

Via-se como herdeiro natural de Lenine, mas a sua arrogância, provocada sobretudo pela sua ampla cultura, fez com que não tivesse muitos amigos  políticos, e a sua ascendência judaica virou-se naturalmente contra ele, numa época e num país profundamente anti-semitas.

Quando Lenine morreu, Trotsky, que tinha pouca vontade de lutar pelo poder  político, foi facilmente ultrapassado por Estaline. Em 1927 foi expulso do partido. Exilado na Ásia Central, em Alma Ata, no actual Cazaquistão, acabou por ser expulso da Rússia soviética, sendo enviado de Odessa para Constantinopla por barco. Não deixou, por isso, de continuar a escrever e a criticar Estaline, que continuou a considerar um perfeito imbecil.

Após deambular de país para país, Trotsky acabou por se estabelecer no México, em 1936. 

Em 20 de Agosto de 1940, um assassino contratado, Ramon Mercader, agindo sob ordens directas de Estaline, esfaqueou Trotsky com um picador de gelo, ferindo-o gravemente, acabando por morrer no dia seguinte.

Fonte:
Francis Wyndham e David King, Trotsky, A documentary, Harmondsworth, Penguin Books / Allen Lane The Peguin Press, 1972.
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...