quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Biografia - Anselmo Braamcamp Freire

n.      1 de fevereiro de 1849.
f.       [ 21 de dezembro de 1921 ].

Moço fidalgo com exercício na Casa Real, por sucessão a seus maiores, proprietário, arqueólogo e genealogista, par do Reino, escritor, etc. Nasceu em 1 de fevereiro de 1849. 

É filho do 1.º barão de Almeirim, Manuel Nunes Freire da Rocha, fidalgo cavaleiro da Casa Real, cavaleiro professo da Ordem de Cristo, casado com D. Luísa Maria Joana Braamcamp; irmão do barão de Almeirim, o Sr. Manuel Braamcamp Freire, é sobrinho, por lado de sua mãe, do falecido estadista Anselmo José Braamcamp. Está aparentado com as casas Ficalho, Mafra, Sobral, etc. Foi feito par do Reino em 25 de maio de 1887. Casou em 6 de fevereiro de 1869 com sua segunda prima, D. Maria Luísa da Cunha Meneses, filha de Manuel da Cunha Meneses, moço fidalgo com exercício na Casa Real, cavaleiro da Ordem Soberana de S. João de Jerusalém, e da Ordem militar de S. Fernando, de Espanha, capitão de infantaria, filho dos 4.os condes de Lumiares, e de sua mulher, D. Constança de Saldanha e Castro Ribafria, viúva do 5.º conde de Lumiares. 

São bem conhecidas as suas obras: Brasões da sala de Sintra, 2 vols., Lisboa, 1899; As sepulturas do Espinheiro, Lisboa, 1901; O Conde de Vila Franca e a Inquisição, Lisboa, 1899; Índice do Cancioneiro Geral de Garcia de Resende e Autos de Gil Vicente, divididos em duas partes distintas, de colaboração com o actual sr. visconde de Castilho. Estas obras tiveram tiragem muito resumida, sendo os exemplares distribuídos por seus amigos. No Jornal do Comércio tem publicado vários trabalhos, mais ou menos extensos e completos. A empresa a que mais se dedicou ultimamente é a publicação do Arquivo Histórico Português, de que foi um dos fundadores, em 1903, e de que tem sido um dos colaboradores mais importantes. Nele se encontram artigos dignos de menção, tais como: O almirantado da Índia (data da sua criação); Cartas de quitação de el-rei D. Manuel, As conspirações no reinado de D. João II, Auto do Conselho havido no Espinheiro em 1477; O livro das tenças de el-rei; A Chancelaria de D. João II; Inventário da guarda-roupa de D. Manuel; A Chancelaria de D. Afonso V; Povoação de Entre e Minho Douro no século XVI, etc. Dalguns destes trabalhos tem-se feito uma separata.

Biografia retirada daqui
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...