Biografia - Andoche Junot

Duque de Abrantes
n: 23 de Outubro de 1771 em Bussy-le-Grand (França)
m: 29 de Julho de 1813(França)

Filho de um próspero lavrador da Borgonha, tendo realizado alguns estudos de direito, alistou-se em 1791 num regimento de voluntários, onde se tornou conhecido por " Junot La Tempête" (A Tempestade) devido à sua temeridade. Sargento desde 1792 foi enviado com a sua unidade para o cerco de Toulon, tendo sido escolhido pelo jovem Napoleão Bonaparte para seu secretário. Impressionado pela sua coragem este promoveu-o a capitão e fê-lo seu ajudante-de-campo em 1794, tendo participado ao lado de Bonaparte em toda a campanha de Itália. Em 1798 foi promovido a general de brigada, durante a expedição ao Egipto, tendo-se distinguido na campanha da Síria, quando em Abril de 1799 perto de Nazaré, derrotou uma força turca de 10.000 homens muito superior ao seu pequeno destacamento de 500 soldados de cavalaria.
Em 1800 é nomeado Governador de Paris e em 1801 é general de divisão, quando Bonaparte já é Primeiro Cônsul de França. Em 1804, sendo primeiro ajudante-de-campo de Napoleão, é nomeado Coronel-General dos Hussardos, uma das dignidades militares criadas por Napoleão quando foi nomeado Imperador da República Francesa. Em 1805 foi embaixador em Lisboa, abandonando Portugal para acompanhar o Imperador na campanha de 1805 na Alemanha, tendo estado presente na batalha de Austerlitz. Em 1806, após um pequeno período em Parma, como Governador-Geral, onde reprimiu selváticamente uma revolta popular, é de novo nomeado Governador Militar de Paris.

Em 1807 foi escolhido para Comandante-em-chefe do Corpo de Observação da Gironda, e à frente deste exército ocupou a parte central de Portugal. Em Março de 1808 é feito duque de Abrantes, e não de Nazaré porque, segundo parece, Napoleão Bonaparte não gostou de poder vir a ter um "Junot de Nazaré". Obrigado a restringir a sua ocupação à região à volta de Lisboa, devido à revolta popular de Maio desse ano, foi derrotado em Agosto no Vimeiro por um exército britânico comandado pelo futuro duque de Wellington.

Voltou à Península, ainda em 1808, como comandante do 8º Corpo do Exército de Espanha, que sob o comando de Napoleão reconquistou Madrid e o norte da Península. Em 1809 é comandante do Exército de Reserva da Alemanha na guerra contra a Áustria. Em 1810 comanda de novo o 8º Corpo no Exército de Portugal de Massena, sendo ferido gravemente em Rio Maior. Em 1812 é comandante do 2º Corpo do Grande Exército que invade a Rússia. Tendo mostrado falta de decisão na Batalha de Valoutina, em Agosto desse ano, é publicamente repreendido e destituído do comando. Em 1813 é nomeado Governador de Veneza e interinamente das Províncias Ilíricas, dando mostras públicas de loucura, quando aparece num baile completamente nu. De regresso a França, na casa do pai, atira-se de uma janela e morre dos ferimentos provocados pela queda. 

Biografia retirada daqui

0