terça-feira, 11 de abril de 2017

José Joaquim Carneiro de Campos


Redactor da Constituição do Brasil e da Carta Constitucional portuguesa.

Nasceu em São Salvador da Baía a 4 de Março de 1768;
morreu no Rio de Janeiro a 8 de Setembro de 1836.


Destinado à vida eclesiástica, ingressou no mosteiro de S. Bento, onde recebeu ordens sacras, mas, não sentido vocação para a vida eclesiástica, matriculou-se na Universidade de Coimbra, onde se formou em Ciências Físico-Matemáticas e em Teologia e tomou o grau de bacharel em Direito.

Encarregado da educação dos filhos do Conde de Linhares, em 1807 retirou-se para o Brasil, onde foi nomeado oficial da Secretaria de Estado dos Negócios Estrangeiros e mais tarde oficial maior daquele departamento.

Em 1823 foi eleito deputado às Constituintes, pelo Rio de Janeiro e ainda nesse ano foi ministro. Foi um dos dez conselheiros nomeados para redigir a Constituição do Império e o principal inspirador dos seus princípios liberais.

Em 1826 foi senador pela Baía, de 1826 a 1827 ministro da Justiça e interino do Império; de 1829 a 1830 recebeu novamente a pasta do Império e na Regência provisória, estabelecida quando em 1831 triunfou o Partido Liberal, foi um dos três regentes eleitos, por maioria de votos.

Possuía as comendas das Ordens de Cristo e da Coroa de Ferro, da Áustria.

Casou com D. Custódia Maria do Sacramento, que tinha o mesmo nome de sua mãe, tendo tido  geração.

Recebeu o título de Visconde de Caravelas em 12 de Outubro de 1825 tendo sido elevado a Marquês em 12 de Outubro de 1826.

Fonte: 
Nobreza de Portugal e Brasil, vol. III, p 592
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...