sexta-feira, 7 de abril de 2017

Eugénia María do Montijo de Guzmán


Eugenia María de Montijo de Guzmán, condessa de Teba, imperatriz francesa, nasceu em Granada (Espanha) e viveu com a mãe em Paris. O imperador Napoleão III, fez-lhe a corte e conta-se que um dia numa conversa mais íntima lhe perguntou ao ouvido: "Senhora qual o caminho para chegar aos seus aposentos?" Ela respondeu :"Pela capela, senhor, pela capela". Casaram em 15 de Janeiro de 1853. Eugénia de Montijo era considerada extremamente bonita, tinha uma cor de cabelo com o tom conhecido por "castanho Ticiano". Foi a primeira noiva a ir de vestido branco, o que era completamente novidade. Os vestidos de casamento eram, até à data, verdes, vermelhos, boudeaux e jamais brancos. As noivas atravessaram a Antiguidade, a Idade Média, o Renascimento e só quase no séc. XX alguém teve a iniciativa de se vestir de branco, no dia do casamento. Árbitro de elegância, fez renascer a indústria das sedas de Lyon e lançou ainda o uso de leques, em público. Teve apenas um filho, que morreu tragicamente, aos vinte e três anos. Eugénia de Montijo (pronuncia-se com o "j" espanhol = a "rr") enviuvou em 1873 e morreu em 1920, no exílio.

Informação retirada daqui
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...