terça-feira, 14 de março de 2017

Amaro Quintas

Amaro Quintas (1911-1998) foi historiador brasileiro. Sócio do Instituto de Coimbra, sócio efetivo do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano e sócio correspondente do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Membro da Academia Pernambucana de Letra, ocupando a cadeira nº 32.

Amaro Quintas (1911-1998) nasceu no Recife, Pernambuco, no dia 22 de março de 1911. Filho de Gabriel Soares Quintas, juiz de Direito, e Laura Pacheco Quintas. Fez o curso secundário no Ginásio Pernambucano. Ingressou na Faculdade de Direito do Recife.

Dedicou-se ao magistério, lecionou em importantes colégios do Recife. Foi professor de História da Civilização na Faculdade de Filosofia do Recife e na Universidade Católica de Pernambuco. Foi Professor Emérito da Universidade Federal de Pernambuco, onde lecionou História do Brasil. Foi também diretor do Ginásio Pernambucano.

Historiador e ensaísta, realizou diversas pesquisas históricas em Portugal e na França. Participou de inúmeras conferências sobre temas históricos portugueses e brasileiros, especialmente sobre as revoluções libertárias de Pernambuco, e as diversas modificações ocorridas ao longo do tempo na sociedade brasileira.

Amaro Quintas foi um dos colaboradores da "História Geral da Civilização Brasileira", elaborada sob a direção de Sérgio Buarque de Holanda. É detentor de láureas e condecorações. Colaborou para revistas especializadas e para os jornais Diário de Pernambuco e Jornal do Comércio do Recife.

Foi o primeiro diretor do Departamento de História Social do Instituto Joaquim Nabuco de Pesquisas Sociais, atual Fundação Joaquim Nabuco. Foi sócio efetivo do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano, sócio do Instituto de Coimbra, Portugal e sócio correspondente do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Foi membro da Academia Pernambucana de Letras, ocupando a cadeira nº 32.

Amaro Soares Quintas faleceu no Recife, Pernambuco, no dia 20 de maio de 1998.

Obras de Amaro Quintas
O Sentido Social da Revolução Praieira
Um Analista Político do Século Passado: O Padre Lopes Gama
Reflexões Sobre o Destino do Mundo
Capitalismo e Cristianismo
Padre Lopes Gama Político
Um Pioneiro da Ordem dos Advogados
Capitalismo e Democracia
A Revolução de 1817

Notícia retirada daqui
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...